Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Notícias

ABERT nega que celulares com rádio FM custarão mais caro

ABERT nega que celulares com rádio FM custarão mais caro

“Smartphones mais caros para o consumidor em caso de liberação de Rádio FM nos aparelhos” e até afirmações como “aparelhos mais pesados e maiores do que os atuais” tem chamado a atenção de internautas sobre a pauta que trata da obrigatoriedade de celulares contarem com a recepção de rádio FM. Porém a situação é mais simples no projeto de lei (PL nº 8438/2017), que obriga as empresas fabricantes ou montadoras de celular a disponibilizar a recepção do rádio FM. O processo não irá subir o preço dos aparelhos vendidos no Brasil, posição defendida pela ABERT em nota emitida na segunda-feira, dia 11. Na nota, a entidade ressaltou que que são poucos os modelos que não contam com o chip FM integrado em suas tecnologias, ou seja, a maioria dos smartphones comercializados no Brasil já oferecem Rádio FM, mas precisam de uma atualização em seu sistema para que o serviço seja liberado gratuitamente aos usuários. Até o iPhone conta com o chip integrado.   No último balanço feito pela ABERT, cerca de 76% dos aparelhos comercializados no Brasil contam com Rádio FM integrado / disponível aos usuários.   Acompanhe na íntegra nota emitida pela ABERT:    A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) esclarece que a aprovação do projeto de lei (PL nº 8438/2017) que obriga as empresas fabricantes ou montadoras de celular a disponibilizar a recepção do rádio FM não irá encarecer o preço dos aparelhos vendidos no Brasil.   Os celulares já são fabricados com chip FM e alguns modelos são comercializados com o dispositivo desativado. Para funcionar, basta desbloquear o chip existente. Isto significa que, ao contrário do que vem afirmando a Associação Brasileira de Indústria Eletro e Eletrônica (Abinee), o celular com rádio FM integrado não custará mais caro para o consumidor.   A ABERT ressalta ainda que a obrigatoriedade de recepção do rádio FM nos celulares não é, de forma alguma, “contra a liberdade de escolha do consumidor”. Permitir que o consumidor compre celulares com o rádio FM, fonte gratuita de entretenimento, serviço e informação, é sim, oferecer a ele a liberdade de escolha em ouvir sua programação favorita e de forma gratuita.   A aprovação do projeto pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados (CCTCI) veio após intenso trabalho da ABERT junto ao governo federal e aos parlamentares federais. A Associação acredita que o rádio é um poderoso e importante meio de comunicação gratuito para a população e o projeto de lei protege os consumidores com menor poder aquisitivo, já que escutar rádio por streaming consome os créditos do plano de dados, inviabilizando o acesso à programação.   A aprovação segue ainda uma tendência mundial. No México, uma norma do governo determinou que todos os aparelhos vendidos no país devem ter, obrigatoriamente, o chip FM no celular.   O rádio FM no celular é uma das prioridades da ABERT, que, em 2014, lançou a campanha “Smart é ter rádio de graça no celular", orientando o ouvinte a  sempre escolher, na hora da compra, um aparelho celular que tenha o dispositivo de recepção de FM embutido.   No Brasil, estudos indicam que dos 275 modelos de celulares disponíveis no mercado brasileiro, 179 têm o chip FM ativado. A mesma pesquisa mostra que 100% dos aparelhos mais simples, de até R$ 300, têm rádio FM integrado. Nos aparelhos mais caros, acima de R$ 1.000, esse número cai para apenas 57%. Nos smartphones, os fabricantes seguem uma tendência de não ativar o chip existente no aparelho, fazendo com que o consumidor a usar o plano de dados para ouvir sua emissora.   RCR/ABERT  
Canção Nova reza “Novena de Natal” junto ao terço das 18 horas

Canção Nova reza “Novena de Natal” junto ao terço das 18 horas

De 15 a 23 de dezembro, os fiéis podem acompanhar a “Novena de Natal” em preparação para o nascimento do menino Jesus, na Canção Nova. A oração, composta pela Beata Elena Guerra, será rezada diariamente, às 17h45, junto ao tradicional Terço Mariano das 18h, transmitido pela TV Canção Nova.   As meditações propostas para a “Novena de Natal” se detêm na introdução de um tema para cada dia, na reflexão e na oração. Este momento de fé será meditado com base no livro “Novena Natal”, lançado pela Editora Canção Nova em parceria com a Editora Cenáculo Universal, e pode ser adquirido pelo site http://loja.cancaonova.com/livro-novena-do-santo-natal, pelo telefone (12) 3186 2600 ou nas lojas Canção Nova.       Signis Brasil/CN