Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Notícias

Comissão para Comunicação dá orientações pastorais para as mídias católicas

Comissão para Comunicação dá orientações pastorais para as mídias católicas

Durante coletiva realizada na terça-feira, dia 17, na 56ª Assembleia Geral da CNBB em Aparecida (SP), dom Darci José Nicioli, arcebispo de Diamantina (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social, apresentou o documento de estudos da CNBB número 111, intitulado “Orientações pastorais para as mídias católicas: Imprensa, Rádio, TV e novas mídias”.   Dom Darci explicou aos jornalistas que o objetivo é causar uma reflexão entre os profissionais da comunicação e da mídia de inspiração católica, a fim de que eles possam “dar testemunho explícito de compromisso, de comunhão e de unidade como Igreja, expurgando todo tipo de concorrência que são tão presente nos meios não confessionais”.   “Há algum tempo, os bispos pedem uma palavra de orientação e normativa para as mídias de orientação católica e também, é claro, para os agentes da comunicação”, explicou dom Darci. Dentre as questões, estão temas referentes a doutrina, liturgia, a postura política, a venda de produtos religiosos por parte de religiosos.   Outro propósito do documento é ajudar os meios de comunicação da Igreja e seus agentes a formarem “um corpo evangelizador”. “Se há um pecado entre nós este é a falta de unidade e nós devemos perseguir esta unidade”, acrescentou o arcebispo.   Dom Darci frisou que o texto é fruto do empenho de todas a comissões episcopais pastorais da CNBB e também dos membros do Conselho Episcopal Pastoral (Consep). “Portanto, é um texto feito a muitas mãos. Estamos trabalhando nesse documento há mais de um ano”, explicou.   “É um documento de estudo, mais provocativo à reflexão. Depois de proposto e estudado e complementado, nossa intenção é preparar um documento ‘empenhativo’ e exortativo, talvez, se a Conferência assim o desejar, aprovado na próxima Assembleia Geral, em 2019”, esclareceu o arcebispo, convidando todos os agentes e profissionais da comunicação a contribuírem com sugestões ao texto.   Tanto as contribuições pessoais quanto as institucionais ao documento de estudo devem ser enviadas ao e-mail [email protected] O novo documento de estudo pode ser adquirido pela Edições CNBB por meio do site www.edicoescnbb.com.br.     RCR/CNBBFernando Geronazzo  
<strong>“A Voz do Brasil”: EBC disponibiliza link para download do programa</strong>

“A Voz do Brasil”: EBC disponibiliza link para download do programa

As rádios que transmitem o programa  ‘A Voz do Brasil’ em horário flexibilizado agora têm a facilidade: A Empresa Brasil de Comunicação (EBC), responsável pela transmissão, passou a disponibilizar diariamente um link para baixar o programa do dia.   A iniciativa teve início após uma reunião entre o diretor geral da ABERT, Cristiano Lobato Flores, o diretor de Tecnologia, Paulo Ricardo Balduíno, e a diretora da EBC Cristiane Samarco, para discutir outras formas de disponibilização do programa para as emissoras que transmitem o “A Voz do Brasil” em horário alternativo. Flores ressaltou que “a parceria com a EBC traz mais um benefício ao radiodifusor que poderá, de forma alternativa, ter acesso à íntegra do conteúdo do programa A Voz do Brasil logo após a sua transmissão, entre as 19h e 20h”.   De acordo com a EBC, o programa fica disponível na íntegra a partir das 20h15. Nos casos das rádios que programaram transmitir a partir das 20h, estas deverão gravar o programa que começa às 19h.   Desde o último dia 5, as rádios comerciais e comunitárias podem escolher qual o melhor horário de transmissão, que continua sendo ao vivo, a partir das 19h. A lei que flexibiliza o horário de transmissão do programa estatal A Voz do Brasil foi publicada nesta data no Diário Oficial da União (DOU).   A flexibilização também causou uma série de mudanças nas programações de várias rádios. Boa parte das emissoras que vão alterar suas programações estão escolhendo a faixa das 21h para dar início ao programa, utilizando a faixa das 19h e das 20h para veiculação de programas.     RCR/ TudoRádio/ABERT