A coreana Samsung deve iniciar o desbloqueio do chip de FM nos próximos smartphones. O anúncio da novidade foi feito pela TagStation LLC, dona do aplicativo NextRadio, que revelou que a sul-coreana continuará dando suporte ao app através do desbloqueio do chip FM em seus futuros portáteis lançados no Canadá e EUA, onde, segundo pesquisa da Nielsen, mais de dois terços da audiência do Rádio está longe de casa - mais próximo do “ponto de compra" (o que fortalece o argumento comercial em favor do Rádio na hora de se apresentar ao mercado).


Grande parte dos smartphones fabricados ao redor do globo tem hardware que possibilita a recepção de sinais de rádio FM, mas a maioria opta por bloqueá-los. A ação da Samsung foi recebida com aprovação por Paul Brenner, presidente da NextRadio, pois além de entregar uma opção extra na experiência de uso, abre portas para contornar situações que envolvem vidas em perigo, que é o caso de desastres naturais e emergências.

 

A Sammy deu um passo à frente com a iniciativa, o que permitirá que diversas pessoas possam desfrutar do conteúdo transmitido por suas emissoras preferidas sem precisar gastar seu pacote de dados, e até mesmo economizando o uso de bateria. O sinal de rádio FM tem um importante papel, vendo que em alguns casos, onde não haja sinal celular, ou quando as redes estiverem congestionadas, as estações de rádio oferecem um canal extra de comunicação.

 

Após o desastre natural ocorrido em 2017 em Porto Rico e parte da Flórida, várias fabricantes têm recebido pedidos de desbloqueio do chip FM, por questões de segurança pública e necessidade, inclusive a Apple, que recebeu pedidos diretamente da FCC e tem sofrido grande pressão de entidades voltadas à radiodifusão, como a NAB. Além da Samsung, a Alcatel, LG e Motorola também se comprometeram a tornar funcionais os módulos de FM em futuros smartphones.

 

Ativação do chip FM deverá ser lei no Brasil - No Brasil, tramita o projeto de lei (PL nº 8438/2017) que obriga as empresas fabricantes ou montadoras de celular a disponibilizar a recepção do rádio FM. O rádio FM no celular é uma das prioridades da ABERT, que, em 2014, lançou a campanha “Smart é ter rádio de graça no celular", orientando o ouvinte a sempre escolher, na hora da compra, um aparelho celular que tenha o dispositivo de recepção de FM embutido. 

 

"Além da pluralidade que o rádio proporciona, a aprovação desse projeto fará com que todos possam ouvir a rádio preferida de forma gratuita, sem ter que usar o pacote de dados do plano contratado pelo ouvinte”, ressalta diretor geral da ABERT, Luis Roberto Antonik.

 

 


RCR/TudoRádio