A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu na quarta-feira, dia 23, consulta pública para receber as contribuições para alteração do plano básico de FM em alguns municípios.

 

A consulta pública adapta as outorgas de rádio AM das rádios que solicitaram a migração para o FM. Ao todo, serão 51 canais espalhados pela Bahia, Acre, Alagoas, Amazonas, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraíba, Pará, Piauí, Rio Grande do Sul e São Paulo.

 

As sugestões precisam ser identificadas e encaminhadas por meio de formulário eletrônico do Sistema Interativo de Acompanhamento de Consulta Pública, disponível no site www.anatel.gov.br até as 24h do dia 3 de junho.


Para o diretor de Rádio da ABERT, André Cintra, os novos critérios do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) que permitem a exclusão dos canais vagos e o remanejamento das estações de rádios comunitárias tornam o processo de migração mais efetivo e rápido.

 

“Com essas facilidades adotadas agora no MCTIC, a viabilidade de canais FM na faixa atual será maior, possibilitando que muitas rádios migrem sem a necessidade de esperar a faixa estendida de FM. Isso é muito importante, já que existem muitas emissoras aptas para migrar, dependendo apenas do canal de FM”, explica Cintra.

 

 

RCR/ABERT